O Arauto

Photobucket

sexta-feira, junho 16, 2006

Ronny Codo (do Club-k nos EUA) terá sido pressionado pela Embaixada

O representante do Clube dos Angolanos no Exterior em Washington e membro da Comissão Permanente do Club-K, Ronny Codo, foi quem de forma estranha e até agora inexplicável retirou, quarta-feira, dia 14, do site da organização a que pertence a matéria com o título “Críticas crescentes atingem diplomata angolana nos EUA”, retomada do Notícias Lusófonas. Ronny Codo, estudante finalista do curso de informática na capital norte-americana, retirou, ao arrepio dos estatutos e outras regras inerentes à vida instituição, a matéria do site sem consultar o secretário para informação João Joaquim, o que, de acordo com as nossas fontes, indica que terá sido pressionado pela Embaixada angolana em Washington.
A direcção do Club-K poderá, segundo apurámos, reunir a partir de amanhã para abordar a questão em causa, bem como o teor do comunicado feito a propósito do facto de ter retirado a matéria sobre a forma como Josefina Pitra Diakité, representante diplomática do Estado angolano nos EUA, gere a embaixada e se relaciona com os funcionários da mesma.
Entretanto, a assessora do secretário-geral do Club-K reagiu à crónica de Orlado Castro, colaborador do Notícias Lusófonas, com o título “Club-K ou gato escondido com o rabo de fora?” que faz alusão ao comunicado emitido recentemente para esclarecer (?) a retirada da matéria sobre a embaixadora de Angola nos EUA.
Edna Van-Dunem disse que não existe nenhuma relação entre o Club-K e o MPLA e que o mesmo é citado no comunicado por alguns estudantes estarem a ser acusados em determinados países de estarem ao serviço do partido no poder em Angola.

2 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial