O Arauto

Photobucket

quarta-feira, junho 21, 2006

Club-k continua sem explicar actos de censura

O Clube de Estudantes Angolanos no Exterior, Club-K, continua até hoje por explicar aos seus leitores, e não só, as razões que levaram um dos seus membros a retirar, quarta-feira, dia 14, do seu site a matéria com o título “Críticas crescentes atingem diplomata angolana nos EUA”, inicialmente publicada aqui no NL. A direcção do Club-K ficou de reunir sábado passado de forma alargada e seguidamente fazer um pronunciamento público sobre o assunto, coisa que ainda não aconteceu. Recorde-se que o representante do Clube dos Angolanos no Exterior em Washington e membro da Comissão Permanente do Club-K, Ronny Codo, foi quem de forma estranha e até agora inexplicável retirou do site da organização a que pertence a matéria com o título “Críticas crescentes atingem diplomata angolana nos EUA”, retomada do Notícias Lusófonas. Ronny Codo, estudante finalista do curso de informática na capital norte-americana, retirou, ao arrepio dos estatutos e outras regras inerentes à vida instituição, a matéria do site sem consultar o secretário para informação João Joaquim, o que, de acordo com as nossas fontes, indica que terá sido pressionado pela Embaixada angolana em Washington. O silêncio da direcção do Club-K em relação ao caso que se deu reforça e cristaliza a ideia que se tem veiculado segundo a qual que os sites do Clube dos Angolanos no Exterior e o Angonotócias poderão estar a trabalhar na sombra com alguns sectores do regime, nomeadamente o MPLA em relação ao primeiro e a Casa Militar da Presidência da República no que ao segundo diz respeito.
Notícias palmada do Notícias Lusófonas

2 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial