O Arauto

Photobucket

quinta-feira, março 08, 2007

Adido da Embaixada da Alemanhã (Moçambique) «vende» informação ao público

O adido da Embaixada da Alemanhã em Maputo (Moçambique) cobra (?) 68 mil meticais para prestar informação ao público, sobretudo aos empresários ou aspirantes a tal, que, por razões diversas razões e razões diversas, queira obter informações sobre o mercado alemão.
Independentemente de ser legal ou não a cobrança pela informação, a verdade é que o funcionário em apreço não se digna receber o público e, ao que tudo indica, não passa factura para quem solicita informação de carácter comercial e utilidade pública e empresarial na referida representação diplomática.
De resto, o preço da informação (68 mil meticais) não está ao alcance de qualquer um e a prática, segundo apurámos, não é do conhecimento público. Por isso, seria de bom tom que o Ministério do Negócios Estrangeiros orientasse a publicação no períodico de maior tiragem moçambicano para dar conta do valor que o adido comercial cobra para prestar uma informação de carácter comercial e utilidade pública...

Etiquetas: , ,

3 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial