O Arauto

Photobucket

terça-feira, junho 06, 2006

"Operação Madeira" do Exército português contra o MPLA contou com ajuda da UNITA, afirma Pezarat Correia

A "operação Madeira" desencadeada pelo exército português em 1970/2 contra a FNLA e o MPLA no Leste de Angola contou com a colaboração da UNITA, afirmou hoje, na faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, o historiador Pezarat Correia. Correia, que proferiu esta afirmação quando apresentava uma comunicação sob o título "Uma leitura Geo-Política da descolonização Portuguesa" para cerca de duas centenas de licenciandos do curso de Relações Internacionais da faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, revelou que as guerras civis que eclodiram em Angola, Moçambique e na Guiné-Bissau depois das suas independências são reflexos da guerra colonial portuguesa.
Quatro factores, segundo Pezarat Correia, concorreram para que a guerra colonial se prologasse depois da independência em Angola, em Moçambique e na Guiné-Bissau, nomeadamente, conflitos regionais, a Guerra Fria e a Guerra Civil nas antigas colonias portuguesas que esventrou de forma transcendental o seu tecido social e enconómico.