O Arauto

Photobucket

sexta-feira, junho 09, 2006

Morreu o terrorista responsável pela morte de Sérgio Vieira de Mello em Bagdad

O chefe da organização terrorista Al-Qaeda no Iraque, Al-Zarqawi, foi morto recentemente em Bagdad, capital iraquiana. Al-Zarqawi morreu depois de um ataque aéreo americano, após informações sobre a sua localização dadas às forças iraquiana residentes na zona.
O corpo de Abu Musab al-Zarqawi foi identificado através das impressões digitais. Morreram mais cinco pessoas com Zarqawi, uma delas o seu conselheiro espiritual, Sheik Abdual Rahman. Recorde-se que Al-Zarqawi tinha a cabeça a prémio com uma recompensa de 20 milhões de euros pela sua captura.

30 de Outubro de 1966 – Abu Musab alZarqawi nasce em Zarga, Jordânia. Filho de um soldado retirado e primogénito do chefe da tribo beduína Bani Hassan

1980 – Junta-se à Jihad contra a ocupação soviética do Afeganistão.

1996- Preso na Jordânia por protestos violentos contra a monarquia – libertado pela amnistia de 1999 quando o rei Abdullah assumiu o trono.

2002 – Condenado à morte à revelia por preparar ataques contra alvos dos EUA e Israel na Jordânia. Cérebro do atentado que vitima o diplomata americano Laurence Foley em Ama

2003 – Alegadamente responsável pelas bombas na sede da ONU em Bagdad – que mata 22 pessoas, incluindo o enviado das Nações Unidas Sérgio Vieira de Mello – e na mesquita do imã Ali em Najaf, onde morrem 105 pessoas.

2004 (Março) – O grupo de Zarqawi Tawhid wal Jihad é acusado de atacar locais de culto xiitas em Bagdad e Kerbala, matando 181 pessoas.

Maio – Identificado como assassino no vídeo que mostra a decapitação do trabalhador americano Nick Berg – o primeiro refém a ser decapitado no Iraque. A morte causa revolta e repulsa no Ocidente.

Julho – EUA aumenta o prémio pela sua cabeça de 10 milhões de dólares para 25.

Outubro – Indicado por Osama bin Landen como seu representante no Iraque – o grupo Tawhid passa a ser conhecido como Al-Qaeda no Iraque.

Dezembro – Dado como capturado por forças iraquianas mas libertado porque os seus captores não se aperceberam quem era ele.

2005 – Tido como cérebro das bombas em três hotéis de Ama que fazem cerca de 70 mortos.

Abril de 2006 – Surge sem máscara num vídeo raro, elogiando terroristas no Iraque.

Maio – Exército dos EUA divulga um vídeo, ridicularizando a aparente inabilidade de Zarqawi para disparar uma arma.

8 de Junho de 2006 – Zarqawi e o seu conselheiro espiritual mortos num raide numa casa do Norte de Bagdad.

O chefe da organização terrorista Al-Qaeda no Iraque, Al-Zarqawi, foi morto recentemente em Bagdad, capital iraquiana. Al-Zarqawi morreu depois de um ataque aéreo americano, após informações sobre a sua localização dadas às forças iraquiana residentes na zona.
O corpo de Abu Musab al-Zarqawi foi identificado através das impressões digitais. Morreram mais cinco pessoas com Zarqawi, uma delas o seu conselheiro espiritual, Sheik Abdual Rahman. Recorde-se que Al-Zarqawi tinha a cabeça a prémio com uma recompensa de 20 milhões de euros pela sua captura.

30 de Outubro de 1966 – Abu Musab alZarqawi nasce em Zarga, Jordânia. Filho de um soldado retirado e primogénito do chefe da tribo beduína Bani Hassan

1980 – Junta-se à Jihad contra a ocupação soviética do Afeganistão.

1996- Preso na Jordânia por protestos violentos contra a monarquia – libertado pela amnistia de 1999 quando o rei Abdullah assumiu o trono.

2002 – Condenado à morte à revelia por preparar ataques contra alvos dos EUA e Israel na Jordânia. Cérebro do atentado que vitima o diplomata americano Laurence Foley em Ama

2003 – Alegadamente responsável pelas bombas na sede da ONU em Bagdad – que mata 22 pessoas, incluindo o enviado das Nações Unidas Sérgio Vieira de Mello – e na mesquita do imã Ali em Najaf, onde morrem 105 pessoas.

2004 (Março) – O grupo de Zarqawi Tawhid wal Jihad é acusado de atacar locais de culto xiitas em Bagdad e Kerbala, matando 181 pessoas.

Maio – Identificado como assassino no vídeo que mostra a decapitação do trabalhador americano Nick Berg – o primeiro refém a ser decapitado no Iraque. A morte causa revolta e repulsa no Ocidente.

Julho – EUA aumenta o prémio pela sua cabeça de 10 milhões de dólares para 25.

Outubro – Indicado por Osama bin Landen como seu representante no Iraque – o grupo Tawhid passa a ser conhecido como Al-Qaeda no Iraque.

Dezembro – Dado como capturado por forças iraquianas mas libertado porque os seus captores não se aperceberam quem era ele.

2005 – Tido como cérebro das bombas em três hotéis de Ama que fazem cerca de 70 mortos.

Abril de 2006 – Surge sem máscara num vídeo raro, elogiando terroristas no Iraque.

Maio – Exército dos EUA divulga um vídeo, ridicularizando a aparente inabilidade de Zarqawi para disparar uma arma.

8 de Junho de 2006 – Zarqawi e o seu conselheiro espiritual mortos num raide numa casa do Norte de Bagdad.

*Com a colaboraçao da Associated Press, IntelCenter e Metro

11 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial