O Arauto

Photobucket

segunda-feira, maio 29, 2006

Victor Lima e Aldemiro Vaz da Conceição na(s) boca(s) do mundo

Victor Lima (embaixador de Angola no Japão) e Aldemiro Vaz da Conceição (porta-voz da Presidência da República) serão temas de prosa nas repartições públicas, escolas e universidades, becos, vielas e ruas de Luanda durante a presente semana e para todos os tempos e séculos futuros quando se rememorar, mediante a História, o consulado de José Eduardo dos Santos à testa do Estado angolano.

Victor Lima e Aldemiro Vaz da Conceição serão tema da lábia mais pueril que se conhece dos angolanos (não por terem feito anos ou terem feito algo que seja digno de respeito da nossa parte) por pairar sobre eles um clima de suspeição do cometimento de violação e homicídio voluntário em relação ao primeiro e por haver indícios de suborno a alguns jornalistas para semearam a calúnia e a intriga no seio dos jornalistas em relação ao segundo.

A ser provado o envolvimento quer de um quer de outro, então caucionar-se-á a teoria (que não de conspiração nenhuma) segundo a qual o Estado angolano é composto por um conjunto de malfeitores que, ao invés de lutar para a melhoria das condições do povo, luta contra ele.

É claro que quer um quer outro (ai deles!) nada fazem, em relação às suas responsabilidades, e não só, sem dar a conhecer a José Eduardo dos Santos.

Por isso, a acção dos dois deverá ter o beneplácito do Presidente da República para violar, matar e pessoas inocentes, bem como subornar jornalistas e intelectuais.

Que respeito nos merecem Victor Lima e Aldemiro da Conceição? Nenhum, digo eu!

Será que Eduardo dos Santos (ao fazer-se rodear de assessores desta índole e que agem da mesma forma que delinquentes comum), quando se deita em companhia da sua família, tem tido mesmo o sono dos justos? Não acredito, digo eu!

PS - Depois de uns dias de descanso, eis-me de volta...

9 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial