O Arauto

Photobucket

sexta-feira, outubro 06, 2006

Policias terroristas prendem Raul Danda

O Partido Angolano Independente – PAI, vem por este meio afirmar o seu veemente repúdio pela prisão totalmente arbitrária do cidadão RAUL DANDA, dia 30 de Setembro de 2006, no aeroporto de Cabinda. Numa demonstração brutal de desrespeito total pela Lei, mais uma vez terroristas afectos à Polícia Criminal sob Direcção Provincial de Investigação Criminal (DPIC), eufemismo de ocasião para PIDE/DGS-DISA, prenderam, sem qualquer mandato, um actor, chefe de família e activista pacifista dos Direitos Humanos.
Teimosamente grudados à prática de constantes violações dos mais elementares Direitos do Homem e do Cidadão, o Governo de Angola e os seus instrumentos repressivos, como é o caso da DPIC, persistem em excluir e em prender todos os democratas que ousam pensar de forma livre, crítica e responsável.
O Partido Angolano Independente – PAI exige a libertação imediata e incondicional do Presidente de RAUL DANDA, e que os terroristas que protagonizaram este acto hediondo sejam levados à Justiça, nomeadamente o Meretríssimo Juiz André Goma, Procurador Adjunto da Província de Cabinda. O facto desta arbitrariedade ter ocorrido no dia do 14º Aniversário da realização das primeiras e únicas eleições em Angola e ter como cenário Cabinda, é profundamente significativo da política repressiva fascista de José Eduardo dos Santos, revelando sem equívocos as suas intenções de subjugar com toda a violência o Povo de Cabinda, sob a capa de um Memorando de Entendimento, que nada mais é do que um estratagema falido que não convenceu ninguém, e que agora encontrou o seu requiem. José Eduardo dos Santos é o verdadeiro arquitecto da política do MPLA de asfixia dos Direitos Humanos em Angola e da Livre expressão, no sentido de calar as vozes que se levantam, em Cabinda e em todo o País, para denunciar o roubo das riquezas do País pelo bando de malfeitores a seu mando.

6 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial